Caetano Veloso – Livro [1997]

Livro é um álbum de estúdio do cantor, músico e compositor baiano Caetano Veloso, lançado em 1997. Neste álbum o próprio Caetano afirma haver contrapontos, divergências e semelhanças entre sua carreira e a de Chico Buarque, o título do álbum refere-se ao livro em que Caetano escreve enquanto produzia seu álbum. Entre os destaques do disco estão: “Não enche” (homenagem a “Se manda” de Jorge Ben Jor); “Pra ninguém” (contraponto de “Paratodos” de Chico Buarque), “Você é minha” e “Minha voz, Minha vida”. O disco contém também uma versão narrada de um trecho do poema “O Navio Negreiro”, de Castro Alves.

Livro (álbum): Wikipédia, a enciclopédia livre

Livro é um disco bastante brasileiro, tanto do ponto de vista da criação quanto pelas escolhas estéticas nos arranjos. Predominam harmonias que remetem ao samba e à bossa-nova, acompanhadas, em sua maioria, por grandes conjuntos de percussão e pelo violão característico de Veloso.

Na abertura do disco, o samba “Os Passistas” se mostra um bom começo pelos versos bem assentados na harmonia simples, porém eficiente. “Livros” traz um texto interessante, apesar do acompanhamento um tanto sujeitado à declamação da poesia. “Onde o Rio é Mais Baiano” combina o samba tradicional com elementos da música baiana dos anos noventa. “Manhatã” é uma canção menos expansiva que se destaca pela melodia elaborada. De caráter experimental, “Doideca” possui densidade rítmica e melódica, mas soa um tanto gratuita. Já “Um Tom”, também de cunho experimental, possui construção minimalista e se destaca pela inventividade melódica. Ainda se valendo do minimalismo, “How Beautiful Could a Being Be”, de Moreno Veloso, se desenvolve em torno da frase-título em uma trama interessante. “Você é Minha” é construída a partir do padrão rítmico de “Você é Linda”, do álbum Uns (1983), compartilhando com esta, ainda, a melodia do refrão, embora em uma harmonia diferente. “O Navio Negreiro” é uma leitura de fragmentos do poema homônimo de Castro Alves. “Não Enche” é o melhor momento do disco: uma canção bem escrita, extrovertida e de ritmo latente, sintetizando, de certa forma, a proposta estética do disco. O samba-canção “Minha Voz, Minha Vida” é bem acabado e traz a novidade do acompanhamento por percussão. “Pra Ninguém” relembra grandes intérpretes da música brasileira, coroando, no final, João Gilberto. “Alexandre” canta a vida de Alexandre, o Grande, príncipe e rei da Macedônia. O disco ainda traz uma ótima leitura do samba “Na Baixa do Sapateiro”, de Ary Barroso.

O grande diferencial da sonoridade de Livro está na forte presença, do início ao fim, de percussões contundentes. Em alguns momentos, como em “Onde o Rio é Mais Baiano”, o samba ganha feições da recente música baiana de trio elétrico. Vale destacar, também, a presença do naipe de metais em “Não Enche” e a guitarra brilhantemente executada (porém não creditada) em “How Beautiful Could a Being Be”.

Livro é um bom disco de canções criteriosas e arranjos impecáveis. Sua assinatura é o grande grupo de percussões, e o melhor momento, “Não Enche”, canção que explora com sucesso as propostas estéticas escolhidas por Veloso neste trabalho.

Resenha do CD “Livro”, de Caetano Veloso: Galeria Musical
Capa do álbum "Livro", de Caetano Veloso, lançado em 1997
Caetano Veloso – Livro [1997]
  • Artista: Caetano Veloso
  • Álbum: Livro
  • Ano: 1997
  • Gêneros: MPB
  • Duração: 00:54:15
  • Qualidade: 320 Kbps
  • Tamanho: 125 MB
  • Gravadoras: Mercury, Philips
  • Produção: Caetano Veloso, Jaques Morelenbaum

Lista de músicas

  1. Os passistas (Caetano Veloso)
  2. Livros (Caetano Veloso)
  3. Onde o Rio é mais baiano (Caetano Veloso)
  4. Manhatã (Caetano Veloso)
  5. Doideca (Caetano Veloso)
  6. Você é minha (Caetano Veloso)
  7. Um Tom (Caetano Veloso)
  8. How beautiful could a being be (Moreno Veloso)
  9. O navio negreiro (excerto) (Antonio de Castro Alves)
  10. Não enche (Caetano Veloso)
  11. Minha voz, minha vida (Caetano Veloso)
  12. Alexandre (Caetano Veloso)
  13. Na Baixa Do Sapateiro (Ary Barroso)
  14. Pra ninguém (Caetano Veloso)

Companhias, etc.

  • Phonographic Copyright (p) – PolyGram Do Brasil Ltda.
  • Copyright (c) – PolyGram Do Brasil Ltda.
  • Manufactured By – Microservice – Microfilmagens e Reproduções Técnicas Ltda.
  • Distributed By – PolyGram Do Brasil Ltda.

Créditos do álbum “Livro”

  • Engineer, Mixed By – Moogie Canazio
  • Executive-Producer [Direção Artistica] – Max Pierre
  • Mastered By – Bernie Grundman
  • Mixed By [Assistant] – Jun Murakawa, Mike Aarvoldo*
  • Producer, Arranged By – Caetano Veloso, Jaques Morelenbaum
  • Recorded By [Assistant] – Duda Mello

Adicione um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *