Download MPB

O melhor da música popular brasileira!

Mamonas Assassinas, lançado em 1995, foi o único álbum oficial de estúdio lançado pela banda brasileira Mamonas Assassinas. O álbum vendeu mais de 3 milhões de cópias só no Brasil, recebendo assim uma certificação de Disco de Diamante, segundo a ABPD. É o 5º álbum mais vendido de todos os tempos no Brasil, e o 3º álbum mais vendido da década de 90. O álbum quebrou diversos recordes até então nunca vistos antes no país, permanece sendo até os dias atuais como o álbum de estreia mais vendido da história no Brasil, igualmente como o álbum mais vendido em um único dia, somando 25.000 cópias vendidas em apenas 12 horas, e um período chegou a vender 50.000 cópias por dia, 100.000 cópias a cada dois dias, que era a certificação de Disco de Ouro na época, somando mais de 350.000 cópias vendias em uma semana. Em menos de 100 dias o álbum alcançou a marca de 1 milhão de cópias, e dobrou esse numero até dezembro de 1995, somando 2 milhões de cópias vendidas em apenas seis meses, tornando-se o álbum vendido mais rapidamente em todos os tempos no Brasil. Com esse disco e o seu estilo cômico, os Mamonas invadiram as rádios brasileiras e caíram nas graças do público e da crítica, eternizando sucessos de forma avassaladora.

Em relação ao mercado externo, o disco vendeu mais do que 20.000 cópias em Portugal, rendendo a certificação de ouro do País. Foi também o segundo disco mais vendido no ano de 1996 em Portugal.

Mamonas Assassinas (álbum): Wikipédia, a enciclopédia livre
Capa do álbum "Mamonas Assassinas", lançado em 1995
Mamonas Assassinas [1995]
  • Banda: Mamonas Assassinas
  • Álbum: Mamonas Assassinas
  • Ano: 1995
  • Gêneros: MPB, Rock alternativo, Hard rock, Heavy metal, Pop
  • Duração: 00:39:06
  • Qualidade: 320 Kbps
  • Tamanho: 90 MB
  • Gravadora: EMI
  • Produção: Rick Bonadio

Lista de músicas

  1. 1406 (Dinho / Júlio)
  2. Vira-Vira (Dinho / Júlio)
  3. Pelados em Santos (Dinho)
  4. Chopis Centis (Dinho / Júlio)
  5. Jumento Celestino (Dinho / Bento)
  6. Sabão Crá Crá (música folclórica)
  7. Uma Arlinda Mulher (Bento / Dinho / Júlio)
  8. Cabeça de Bagre II / Música Incidental: Baby Elephant Walk (Bento / Dinho / Júlio / Samuel / Sérgio)
  9. Mundo Animal (Dinho)
  10. Robocop Gay (Dinho / Júlio)
  11. Bois Don’t Cry (Dinho)
  12. Débil Metal (Dinho / Bento / Júlio / Samuel / Sérgio)
  13. Sábado de Sol (Pedro Knoedt / Felipe Knoblitch / Rafael Ramos)
  14. Lá Vem o Alemão (Dinho / Júlio)

Créditos do álbum “Mamonas Assassinas”

Créditos musicais

  • Dinho: Vocal, violão em “Uma Arlinda Mulher”
  • Bento Hinoto: Guitarra, violão, backing vocals, Contrabaixo em 1406
  • Júlio Rasec: Teclado e backing vocals, vocal “Vira-Vira” e “Uma Arlinda Mulher”
  • Samuel Reoli: Contrabaixo e backing vocals
  • Sérgio Reoli: Bateria e backing vocals

Músicos adicionais

  • Rick Bonadio (Creuzebeck): Produção, Triângulo em “Jumento Celestino”, Scratches em “1406” e Wah-wah em “1406”
  • Paquito: Trompete em “Pelados em Santos” e “Boys Don’t Cry”
  • César do Acordeom: Acordeom em “Jumento Celestino”
  • Leandro Lehart: Cavaquinho em “Lá Vem o Alemão”
  • Fabinho: Percussão em “Lá Vem o Alemão”

Demais créditos

  • Produção: Rick Bonadio, o “Creuzebek”
  • Direção artistica: João Augusto (Uncle John)
  • Gravado no Estúdio Bonadio, em São Paulo, no Século XX, por: Rick Bonadio (Moe), Rodrigo Castanho (Larry), Junior Lane (Curly)
  • Mixado no Estúdio The Enterprise, em Los Angeles, lá nos EUA, ano estelar 49872.6 por Jerry Napier (aquele do Ozzy, manja?)
  • Assistente técnico: Roger Sommers (e de repente “apareccers” do nada)
  • Fotografia: André Paoliello
  • Ilustração: Carlos Sá
  • Concepção da Capa: Mamonas Assassinas
  • Projeto Gráfico: Mario Busch e Patricia Delgado
  • Fotolito: Intek

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.